Diva Jane Di Castro revive 50 anos de glamour dirigida por Ney Latorraca

Jane Di Castro ao lado do diretor Ney Latorraca: 50 anos de carreira no palco do Satyros na Roosevelt às terças – Foto: Adonay Pereira/Divulgação – Coluna @miguel.arcanjo UOL

Divina diva, Jane Di Castro celebra seus 50 anos de carreira com o musical autobiográfico “As Canções de Uma Divina Diva” sob direção de Ney Latorraca.

A obra estreia nesta terça (15), às 21h, no Espaço dos Satyros (praça Roosevelt, 214), no centro paulistano. A temporada vai até 5 de novembro, toda terça, 21h, com entrada a R$ 40 inteira e R$ 20 a meia, que vale para o público LGBTQI+.

Vestida pelo estilista Walério Araújo, Jane promete repassar os momentos de glamour de cinco décadas nos palcos do Brasil e do mundo.

No repertório, promete a sofisticação de canções como “Non, Je Ne Regrette Rien” e “La Vie En Rose”, do ícone francês Edith Piaf.

Mas, também promete ritmos mais calientes: “Abro o show com ‘I Will Survive’, o hino gay que canto em espanhol em homenagem à Célia Cruz, em ritmo de samba”, adianta a diva à Coluna Miguel Arcanjo.

A Divina Diva Jane Di Castro: 50 anos de carreira de glamour nos palcos – Foto: Adonay Pereira/Divulgação – Coluna @miguel.arcanjo UOL

Jane também promete sucessos de Cauby Peixoto, Chico Buarque, Alcione e Rita Lee no repertório. A montagem conta com produção de Robson Catalunha, direção musical de Lúcio Mariano e iluminação de Diego Ribeiro.

Foi o cinema que aguçou a veia artística de Jane. “Queria ser loira e hollywoodiana. Consegui ser loira, mas hollywoodiana só de Oswaldo Cruz”, confessa a artista, lembrando o bairro carioca onde foi criada.

Siga @miguel.arcanjo

Você pode gostar...