O Retrato do Bob: Hilton Cobra reinventa Lima Barreto e conquista o sucesso

O ator e diretor Hilton Cobra, o Cobrinha – Foto: Bob Sousa – Blog do Arcanjo – UOL

Nome histórico do teatro brasileiro, o ator e diretor Hilton Cobra se consagra em seu monólogo “Traga-me a Cabeça de Lima Barreto”, que encerra temporada de sucesso neste domingo (5) no Sesc Pompeia, em São Paulo, onde posou para o fotógrafo Bob Sousa para o Blog do Arcanjo no UOL. Com texto inventivo e provocante de Luiz Marfuz, a obra dirigida por Fernanda Júlia celebra com glória os 40 anos de carreira do artista baiano radicado no Rio, à frente da Cia. dos Comuns. Figura importante na valorização do teatro negro, Cobrinha, como é chamado pelos amigos íntimos, joga luz ao escritor Lima Barreto, tão ofuscado em nossa literatura, para estabelecer um tratado de valorização social, intelectual e artística do negro fazendo enfrentamento profundo da eugenia, a nefasta teoria racista que vigorou no Brasil entre finais do século 19 e começo do século 20. Grande ator de corpo intensamente presente em cena, Cobra faz, nesta obra, atuação visceral que atordoa e conscientiza o público. Por isso, a cada sessão de ingresso disputado, é aplaudido vigorosamente de pé.

Leia a crítica de Traga-me a Cabeça de Lima Barreto, com Hilton Cobra

Bob Sousa é fotógrafo, mestre em artes cênicas pela Unesp e crítico de artes visuais da APCA (Associação Paulista de Críticos de Artes). Semanalmente, ele retrata com exclusividade para o Blog do Arcanjo no UOL grandes nomes da Cultura e das Artes.

Siga Miguel Arcanjo Prado

Você pode gostar...