Clipe de Preta Gil é excluído do YouTube, mas depois volta: Vá se Benzer

Preta Gil em seu novo clipe, “Vá se Benzer”: retirado do YouTube após ataques de haters – Foto: Rafael Cusato/Divulgação

Por Miguel Arcanjo Prado

A cantora Preta Gil está revoltada após perceber que seu novo clipe, “Vá se Benzer”, canção de Leonardo Reis, foi retirado do YouTube após denúncias anônimas de haters que a atacam constantemente na internet.

O vídeo foi lançado nesta quinta (9) no “Encontro com Fátima Bernardes” e era um dos mais acessados da internet, até ser removido.

Leia também:

“Aconteceu alguma coisa! Tiraram o meu clipe do ar. Não vão conseguir derrubar a gente. Pode tirar do ar que uma hora a gente volta”, disse ela em vídeo postado em sua rede social.

Segundo Preta, ela está tomando todas as providências necessárias para que seu trabalho volte a estar disponível para seus fãs.

“Já estamos em contato com a Vevo. Espero que volte com os views que a gente tinha, que já estavam meio estranhos durante os dias. Vamos combinar.”

A letra da canção fala sobre minorias perseguidas em nossa sociedade.

“Eu não tô falando de mim. Eu tô falando de muita gente. Tô falando sobre a gente poder tomar conta da sua própria vida; da gente evoluir como ser humano, da gente se espiritualizar, independente da religião que a gente tenha pra que a gente possa emanar coisas boas pro mundo”, falou a cantora.

No site Vevo o vídeo ainda está disponível. Veja:

Vá Se Benzer (Clipe Manifesto Oficial) (Official Video) by Preta Gil & Gal Costa on VEVO.

Atualizado às 11h53

Após repercussão da exclusão do clipe “Vá se Benzer”, o YouTube voltou a veicular o vídeo no fim da manhã desta sexta (10).

Diversidade em cena

Dirigido por Adriano Alarcon em projeto que leva a assinatura de Nizan Guanaes, o clipe foi filmado no empreendimento Cidade Matarazzo, nas ruínas do antigo Hospital Matarazzo, no coração de São Paulo.

Cerca de 30 atores de variadas idades e etnias representaram a diversidade social do “clipe-manifesto”, como é chamado por Preta.

Segundo a cantora, “Vá se Benzer” ilustra o mundo moderno no qual haters assumem o comando e julgam as pessoas com “likes” e “dislikes”. “Onde a sociedade se divide em polos opostos repletos de ataques bilaterais por conta das divergências e diferenças entre os seres humanos”, explica Preta.

“Eu acho que essa coisa da internet, da democratização da opinião, de todo mundo ter espaço de falar o que pensa e sente nas redes sociais, é muito importante. Mas as pessoas também usam a internet de uma maneira muito estranha. A gente tem a mania de julgar o outro”, fala a filha de Gilberto Gil e Sandra Gadelha.

“Temos que aprender a nos policiar, mas também a defendermos nós mesmos. Ninguém é perfeito e a música diz ‘não banque o santo porque eu não pareço com você’ e eu não banco a santa, eu não sou perfeita como ninguém é. Eu sei os meus defeitos, não preciso que ninguém aponte os meus defeitos porque eu, mais do que ninguém, sei”, diz Preta.

“O negócio está pesado”, diz Gal Costa

Gal Costa, que afirma que “jamais recusaria um convite de Preta”, também manda seu recado.

“Eu acho que é muito bom que a canção apareça nessa hora. Porque as pessoas estão muito intolerantes com tudo, não respeitam as diferenças, as desigualdades e um Brasil com muita corrupção e muito preconceito. Isso é uma coisa horrível e essa música vem como um protesto contra toda essa coisa vil e ruim. Fico feliz de fazer parte disso e reclamar. O mundo precisa melhorar. Talvez isso seja um expurgo para esse momento que o mundo está passando. Vá se Benzer porque o negócio está pesado”, fala a cantora e madrinha de Preta.

Gal Costa e Preta Gil nos bastidores da gravação de “Vá se Benzer” – Foto: Rafael Cusato/Divulgação

“Vá Se Benzer” integra o novo disco de Preta Gil, “Todas as Cores”.

A cantora fez festa de lançamento do clipe na noite desta quinta (9) no Club Jerome, em São Paulo. Entre os convidados estavam Rodrigo Godoy, marido de Preta, sua irmã Marina Morena, os cantores Iza e Tiago Abravanel, a apresentadora Adriane Galisteu e a ex-BBB Fernanda Keulla, o produtor musical Marcus Preto e o ator argentino Juan Manuel Tellategui, que participa do clipe.

Atualizado às 11h53

Veja o clipe, que voltou a ser publicado pelo YouTube, após repercussão da exclusão:

Preta celebra o clipe “Vá se Benzer” com seu elenco marcado pela diversidade étnica – Foto: Rafael Cusato/Divulgação

Cena do clipe “Vá se Benzer”, que foi retirado do YouTube após denúncias de haters – Foto: Rafael Cusato/Divulgação

Preta Gil com o elenco multiétnico de seu clipe “Vá Se Benzer” – Foto: Rafael Cussato/Divulgação

Curta Miguel Arcanjo no Facebook
Siga Miguel Arcanjo no Instagram

Please follow and like us:
Morre pai do Padre Marcelo: “Até a eternidade” Colplay cancela shows no Brasil por doença de Chris Martin Marilyn Monroe, Blonde: Curiosidades do filme Tim Maia: 80 anos do eterno síndico Arlete Salles brilha no Teatro das Artes