Edwin Luisi celebra 45 anos de carreira e 70 de vida em Alair

Edwin Luisi: 45 anos de carreira e 70 de vida em “Alair” – Foto: Elisa Mendes/Divulgação

Por Miguel Arcanjo Prado

Nome respeitado nos palcos, Edwin Luisi é um dos rostos mais conhecidos da teledramaturgia brasileira. Afinal, o ator paulistano radicado há décadas no Rio fez o galã Álvaro na novela “Escrava Isaura”, que a Globo levou ao ar em 1976 e depois exportou para mais de 80 países no mundo inteiro.

Lucélia Santos e Edwin Luisi em “Escrava Isaura”, sucesso mundial de 1976: novela passou em mais de 80 países – Foto: Divulgação/Globo

O artista celebra seus 45 anos de carreira e 70 de vida com a peça “Alair”, segundo texto do dramaturgo Gustavo Pinheiro dirigido por César Augusto, ao lado dos colegas de elenco Andre Rosa e Claudio Andrade.

“Eu curto demais trabalhar com pessoas mais jovens do que eu, para poder sempre me reciclar”, diz Edwin, cheio de energia.

“Alair” homenageia o fotógrafo Alair Gomes (1921-1992) no ano em que se completam 25 anos de sua morte.

Olhar artístico para o masculino

Engenheiro de formação, filósofo, escritor, estudioso e crítico de arte, Alair Gomes foi reconhecido como precursor da fotografia homoerótica no Brasil.

Seu trabalho, reconhecido internacionalmente, reuniu mais de 170.000 negativos cujo tema central era a beleza do corpo masculino. Mesmo assim, sua importante obra ainda é desconhecida do grande público.

“Uma coisa que me motivou foi poder dar mais visibilidade à obra do Alair, ele é um fotógrafo respeitadíssimo em várias partes do mundo ocidental, mas acredito que poucos brasileiros o conhecem. Eu conhecia de nome, tinha visto algumas coisas, mas nunca essa obra monumental que ele tem. E dar maior visibilidade a ele é enriquecer a nossa cultura”, afirma Edwin Luisi.

Edwin Luisi e Andre Rosa em “Alair”: últimas sessões no Teatro Nair Bello, em SP – Foto: Elisa Mendes/Divulgação

O espetáculo se divide em três tempos: um na década de 1950, outro nos anos 1980 e, por fim, na década de 1990. Os dois atores que acompanham Edwin dão vida a diferentes personagens da história do fotógrafo, e recriam imagens clássicas captadas pela lente de Alair.

“Alair” encerra temporada neste fim de semana no Teatro Nair Bello, no shopping Frei Caneca, em São Paulo, onde faz as últimas sessões neste sábado (4), às 21h, e neste domingo (5), 19h, com entrada a R$ 80 (inteira) e R$ 40 (meia).

Artista premiado

Edwin Luisi acumula 25 prêmios no teatro, entre eles três Prêmios Shell de Melhor Ator (“Freud, no Distante País da Alma”, “Tango, Bolero e Cha Cha Cha” e “Eu Sou Minha Própria Mulher”), além de já ter abocanhado os prêmios APCA, APTR, Moliére e Governador do Estado. Celebrando os 45 anos de trajetória artística, ele afirma que não pretende se aposentar tão cedo. Ainda bem.

Curta Miguel Arcanjo no Facebook
Siga Miguel Arcanjo no Instagram

Please follow and like us:
Jô Soares sofre censura após morte Diário de Pilar na Grécia faz temporada no Teatro das Artes em SP O Deus de Spinoza estreia no Teatro Itália Bandeirantes Teatro nos Parques percorre SP e Brasil ‘Se fosse homem, teria mais visibilidade’, diz Eloisa Vitz