Veronez lança disco Narciso Deu um Grito em clima de Carnaval

Veronez, no lançamento de seu primeiro disco, “Narciso Deu um Grito”, no palco do Teatro Sesiminas, em BH – Foto: Marco Aurélio Prates/Divulgação

Por Miguel Arcanjo Prado

Veronez é um dos melhores intérpretes na música mineira contemporânea. Quando abraça uma canção, a domina como poucos. Dono de presença de palco eclipsante e sexualidade farta e despida de preconceitos ou amarras, o cantor lançou em Belo Horizonte na última sexta (22), no Teatro Sesiminas, seu primeiro disco, “Narciso Deu um Grito”.

O álbum é altamente conectado com a cena artística mineira atual, da qual Veronez é um dos grandes expoentes, tendo feito parte da retomada das ruas bel0-horizontinas por uma juventude politizada e em festa carnavalesca extasiante. Fruto disso é a presença no disco de compositores de sua terra como Marku Ribas, Milena Torres, Luiz Gabriel Lopes, Di Souza e Brisa Marques.

Nome experimentado nos palcos e com formação em artes cênicas, o cantor já possui uma legião de fãs — que colaboraram com a feitura do álbum por meio de financiamento coletivo — e conquistou o respeito de gente como Elza Soares.  Veja como foi o show.

O show de Veronez teve confete e clima de Carnaval, já que ele é nome forte da retomada da festa de rua em BH – Foto: Marco Aurélio Prates/Divulgação

Veronez incendiou o Teatro Sesiminas, em BH – Foto: Marco Aurélio Prates/Divulgação

Veronez cantou ao lado de Josi Lopes (de verde) e levou para o palco um grupo de artistas em nome da diversidade, do coletivo e da representatividade – Foto: Marco Aurélio Prates/Divulgação

Veronez encheu o palco do Teatro Sesiminas para lançar seu primeiro disco – Foto: Soraia Kolansky/Divulgação

O show de Veronez terminou em clima de bloco de Carnaval – Foto: Marco Aurélio Prates/Divulgação

Siga Miguel Arcanjo Prado no Facebook, no Twitter e no Instagram.

Please follow and like us: