Retrato do Bob: Jé Oliveira remói inconsciente coletivo negro em Farinha com Açúcar

Jé Oliveira: ator, diretor e dramaturgo faz sucesso com “Farinha com Açúcar”, peça do Coletivo Negro – Foto: Bob Sousa

Por Miguel Arcanjo Prado
Foto Bob Sousa

A sobremesa comum nos bairros pobres e negros é o título do potente espetáculo “Farinha com Açúcar ou Sobre a Sustança de Meninos e Homens”, do grupo paulistano Coletivo Negro. O ator Jé Oliveira é o centro nevrálgico do musical épico, que traz para o teatro a emblemática música dos Racionais MC’s, a quem presta tributo ao lado de uma banda virtuosa. Neste fim de semana (sábado, 21h, domingo, 19h), a peça encerra circulação com sessões gratuitas no Teatro Paulo Eiró (r. Adolfo Pinheiro, 765), em Santo Amaro, zona sul de São Paulo, mesma região que viu nascer os Racionais. Para fazer a dramaturgia do espetáculo, no qual também é ator e diretor, Jé, pesquisou o homem negro periférico, transformando suas impressões em uma poesia cênica-sonora capaz de remoer o profundo do inconsciente coletivo negro. A experiência é inigualável.

*Bob Sousa é fotógrafo, pesquisador, mestre em artes cênicas pela Unesp e crítico de artes visuais da APCA (Associação Paulista de Críticos de Artes).

Siga Miguel Arcanjo Prado no Facebook, no Twitter e no Instagram.

Please follow and like us:
Vingança, O Musical é aplaudido por estrelas Longa Jornada Noite Adentro é aplaudida por famosos Marina Sena fala do 2º álbum Orgulho LGBT+ 5 peças em São Paulo Parada do Orgulho LGBT+ bate recorde com 4 milhões de pessoas