Cleto Baccic vibra com sucesso em O Homem de la Mancha

O ator Cleto Baccic: sucesso nos palcos como protagonista de “O Homem de la Mancha” – Foto: Vinicius Terranova

Por Miguel Arcanjo Prado

Ganhador do tradicional Prêmio APCA de melhor ator por seu desempenho como o paciente de um manicômio que incorpora, ao mesmo tempo, o escritor espanhol Miguel de Cervantes e seu personagem Dom Quixote, Cleto Baccic desfruta de um bom momento em sua carreira como protagonista do musical “O Homem de la Mancha”.

A obra tem direção de Miguel Falabella e está em cartaz até 2 de julho no Teatro Alfa, em São Paulo, com sessões às quintas, 21h, sexta, 21h30, sábado, 17h e 21h, e domingo, 17h, com ingresso entre R$ 50 e R$ 190. Além do prêmio para Baccic, o musical também ganhou o Prêmio APCA de melhor espetáculo em 2014.

Se tudo vai bem nos palcos, também vai nos bastidores, já que o ator reencontrou há poucas semanas seu filho Victor Han, que vive em Seul, na Coreia do Sul, há quem não via havia dez anos — o jovem foi parar no país asiático com a mãe, após a separação desta de Cleto, e localizou o pai pela internet (leia reportagem de Eliane Trindade na Folha de S.Paulo).

O ator conversou com o Blog do Arcanjo do UOL sobre o momento atual. Leia com toda a calma do mundo.

Cleto Baccic como Miguel de Cervantes e Dom Quixote no musical “O Homem de la Mancha”: APCA de melhor ator e de melhor espetáculo – Foto: João Caldas

Miguel Arcanjo Prado – Como foi voltar a este personagem?
Cleto Baccic – É desafiador, como da primeira vez. No retorno aos ensaios, o Miguel Falabella nos fez perceber que deveríamos ter cuidado redobrado, exatamente por se tratar de algo que já fizemos antes. A gente corre um sério risco de ficar acomodado, enquanto devemos encontrar mais e mais nuances nas entrelinhas. Tudo à nossa volta é muito rebuscado. Há que se ter equilíbrio entre o que já se conquistou e jamais cessar a busca.

Miguel Arcanjo Prado – É seu grande papel nos palcos? Por quê?
Cleto Baccic – De fato é o papel mais importante que já tive até hoje. Não apenas por ser o protagonista, mas pela importância da obra e pelo tanto que me identifico com ela. Mas de modo algum quero parar por aqui. Pelo contrário, busco ter oportunidade de encarar novos desafios. Não quero carregar o estigma de um único personagem. Gostaria de receber convites como o da Ligia Paula Machado, que me fez literalmente voar em “Hoje É Dia de Maria”, musical no qual interpretei o “Pássaro Incomum”.

Cleto Baccic celebra o sucesso nos palcos e já pensa em novo musical – Foto: Vinicius Terranova

Miguel Arcanjo Prado –  O que você diz sobre o Falabella como parceiro nos palcos?
Cleto Baccic – É uma delícia trabalhar com Falabella. Ele sabe conduzir o ator de maneira leve, mas vez ou outra ameaça arremessar o sapato na gente. É divertido, alegre. Ele é genial!

Miguel Arcanjo Prado –  O que representou pra você ganhar o cobiçado APCA de melhor ator?
Cleto Baccic – Não vou negar, sempre quis, sempre sonhei. Na verdade, quando recebi a indicação, já havia me contentado com ela. Não achei que fosse de fato ser o premiado. O pior foi subir ao palco no dia seguinte com a responsabilidade de fazer jus a um prêmio tão importante como o APCA. Pensei comigo mesmo: meu Deus, vão descobrir que erraram! Até tive um pesadelo com você passando na produtora do espetáculo para tomar meu APCA [risos].

Miguel Arcanjo Prado –  Já tem novos projetos em mente? O que dá pra adiantar?
Cleto Baccic – Meu escritório está empenhado na captação de recursos para o musical “Annie”. Vamos ver o que o futuro nos aguarda.

Saiba mais sobre Cleto Baccic

Siga Miguel Arcanjo Prado no Facebook, no Twitter e no Instagram.

Você pode gostar...