Prêmio APCA será entregue dia 15 no Municipal de SP com diversidade em foco

Theatro Municipal: Prêmio APCA será entregue no palco mais nobre de São Paulo – Foto: Sylvia Masini/Divulgação

Por Miguel Arcanjo Prado

O Prêmio APCA comemora sua 60ª edição no Theatro Municipal de São Paulo na próxima segunda (15), a partir das 19h, celebrando a diversidade e a pluralidade étnico-cultural da capital paulista.

O presidente da entidade, o crítico de arte José Henrique Fabre Rolim, vibra com a retomada do palco histórico, onde a festa não acontecia desde 2006 – nos últimos anos a premiação foi entregue no Teatro Paulo Autran do Sesc Pinheiros.

“O Municipal é um precioso palco, marco cultural da nossa cidade que abrilhantará o evento com sofisticação”, define.

Mais uma vez o comando da cerimônia está sob as mãos do diretor Ivam Cabral e da equipe da SP Escola de Teatro – com assessoria de Gustavo Ferreira, Marcio Aquiles, Elen Londero, Bruno Galvincio e Giovana Gallucci.

“Esta equipe é garantia de êxito pleno, Ivam é um verdadeiro mestre do teatro que age pela paixão e pela criatividade”, elogia Fabre Rolim.

Ivam retribui o carinho da entidade, lembrando que ela faz parte de sua trajetória.

“A APCA foi extremamente importante na minha carreira. Já estava pensando em desistir do teatro quando fui agraciado com o prêmio de melhor ator em 1989, pelo espetáculo infantil ‘Arlequim’. Por isso, é com extrema satisfação que assumo pela terceira vez a direção geral da cerimônia do Prêmio APCA”, afirma o diretor, dramaturgo e ator do grupo Os Satyros, além de dirigir a SP Escola de Teatro.

Veja a lista completa dos ganhadores do Prêmio APCA pelo ano 2016

Ivam Cabral dirige pela terceira vez cerimônia do Prêmio APCA – Foto: Paulo Freitas/Divulgação

Prêmio APCA terá diversidade no time de apresentadores

Ivam adianta ao Blog do Arcanjo do UOL algumas das novidades que preparou para este ano juntamente de sua equipe.

“A festa será mais dinâmica, mais ágil. Teremos atrações de música e de dança. Haverá também vários apresentadores, como sempre fazemos, e eles terão perfis variados, compostos por artistas trans, imigrantes, negros e mulheres, em uma festa representativa de nossa riqueza étnica e cultural”, revela.

Como nos últimos dois anos anteriores, os mestres de cerimônia da festa serão Edianez Parente, crítica de televisão da APCA, e Miguel Arcanjo Prado, crítico de teatro e vice-presidente da APCA, além de colunista do UOL.

60 anos em livro

Na mesma noite da entrega do Prêmio APCA será lançado o livro de 60 anos da entidade, a mais tradicional do jornalismo cultural brasileiro, organizado pelo crítico teatral e e ex-presidente da entidade Aguinaldo Cristofani Ribeiro da Cunha e apoio de Fernando Serapião, crítico de arquitetura.

A obra é um registro histórico com todos os premiados e traz textos de críticos renomados das 12 áreas da instituição.

“É uma publicação preciosa para pesquisadores e amantes das artes em geral, cuja edição só foi possível graças à parceria com o CAU (Conselho de Arte e Arquitetura)”, lembra Fabre Rolim.

O presidente da APCA, José Henrique Fabre Rolim: livro nos 60 anos da entidade – Foto: Edson Lopes Jr./Divulgação

Importância histórica

O presidente reforça a importância do Prêmio APCA, o mais celebrado da área cultural no Brasil, justamente por ter um júri diverso e respeitado, formado por mais de 70 críticos.

“A relevância do Prêmio APCA se deve aos dedicados profissionais, na grande maioria jornalistas que atuam na área cultural, que escolhem a cada ano o que de mais significativo acontece nas artes na multifacetada e desafiante São Paulo”, diz o presidente.

“A história da APCA espelha o rico panorama da atividade cultural de uma cidade que acolhe a todos com uma energia revolucionária, inovadora na essência e arrojada nos resultados”, conclui Fabre Rolim.

Informações e pedidos de ingresso para o Prêmio APCA no Municipal pelo e-mail: premioapca@gmail.com

Siga Miguel Arcanjo Prado no Facebook, no Twitter e no Instagram.

Please follow and like us:
Teatro nos Parques percorre SP e Brasil ‘Se fosse homem, teria mais visibilidade’, diz Eloisa Vitz Musical A Pequena Sereia encanta família inteira no Teatro Santander Capital Inicial lança Natasha com feat de Marina Sena Evita Open Air conquista o público no Parque Villa-Lobos