Morta em naufrágio, atriz Yara Amaral ganha biografia

A atriz Yara Amaral, em 1986, no camarim do Teatro dos Quatro (RJ) onde apresentava a peça "Imaculada" - Foto: Silvio Pozatto

A atriz Yara Amaral, em 1986, no camarim do Teatro dos Quatro (RJ) onde apresentava a peça “Imaculada” – Foto: Silvio Pozatto

Por Miguel Arcanjo Prado

Yara Amaral foi uma grande atriz não só do teatro como também do cinema e da televisão.

Por isso, sua trágica morte no naufrágio do barco Bateau Mouche em plena noite de Réveillon de 1989 causou comoção em todo o país.

Ela tinha apenas 52 anos e se afogou no mar carioca quando o barco no qual estava celebrando o Ano-Novo afundou.

Agora, sua vida é contada na biografia “Yara Amaral – A Operária do Teatro”, escrita por Eduardo Rieche e publicada pela editora Tinta Negra.

No livro, ao contar a vida de Yara, o autor passeia pela história do teatro brasileiro, já que ela estudou na Escola de Arte Dramática da USP (Universidade de São Paulo) e passou pelos elencos históricos do Teatro de Arena e do Teat(r)o Oficina. Além de ter feito filme com Hector Babenco e atuado em novelas emblemáticas como “Dancin’ Days”.

Para reconstituir a vida da atriz nascida em Jaboticabal no interior paulista o autor ouviu 150 personalidades.

O livro tem um charme a mais: é ilustrado com 300 fotos, muitas deles inéditas até então.

O prefácio é assinado pelo ator Sérgio Mamberti, que foi amigo da biografada. Ele afirma: “O Brasil precisa conhecer melhor a herança e a fibra de uma mulher guerreira, que jamais se deixou abater diante de qualquer obstáculo”.

Siga Miguel Arcanjo Prado no Facebook, no Twitter e no Instagram.

Você pode gostar...