Com libido e sensualidade, Dzi Croquettes esquenta verão paulistano

"Dzi Croquettes" faz temporada no Teatro Augusta - Foto: Alex Ribeiro

“Dzi Croquettes” faz temporada no Teatro Augusta – Foto: Alex Ribeiro

Por Miguel Arcanjo Prado

O verão é tempo de corpos expostos e dourados ao sol. Mesmo na cidade cinza. No teatro não é diferente, pelo menos para a turma do espetáculo “Dzi Croquettes”, em cartaz no Teatro Augusta, em São Paulo, às quartas e quintas, às 21h, até 23 de fevereiro. A montagem homenageia o lendário grupo brasileiro que causou furor nos anos 1970.

Se o teatro musical é uma expressão artística consolidada no Brasil de hoje, muito se deve ao pioneirismo do grupo Dzi Croquettes. Em plena ditadura militar, a trupe de homens com libido em riste revolucionou nossos palcos com música, dança e uma instigante mistura entre masculino e feminino, influenciando nomes como Ney Matogrosso e Claudia Raia.

Após o auge, quando o grupo fez sucesso retumbante no exílio em Paris, onde conquistou nomes como Liza Minelli, o Dzi acabou decidindo voltar ao Brasil. Contudo, não obteve mais o sucesso de outrora e se desfez, com muitos de seus integrantes tendo fins trágicos nos anos seguintes.

A história da trupe permaneceu no ostracismo até que em 2009 o documentário “Dzi Croquettes”, de Tatiana Issa e Raphael Alvarez, trouxe a história da trupe de novo à mídia, recuperando sua importância nas artes brasileiras, além de apresentar o grupo às novas gerações.

Os Dzi Croquettes originais: eles conquistaram Paris e Liza Minelli - Foto: Divulgação

Os Dzi Croquettes originais: eles conquistaram Paris e Liza Minelli – Foto: Divulgação

Embalado por este redescobrimento, o integrante do grupo original Ciro Barcelos reedita o espetáculo “Dzi Croquettes”. Outro Dzi original, Claudio Tovar, é responsável pelos figurinos.

No elenco, além de Ciro Barcelos, estão Bruno Gissoni, Rodolfo Goulart, Filipe Ribeiro, Rafael Leal, Paulo Victor Gandra, Julio Aracack, Rogério Nóbrega e Lucas Cândido.

Ciro diz que seu espetáculo foge do “estilo Broadway” e abusa da fisicalidade de seus artistas. Também optou por uma trilha brasileiríssima que vai de Tim Maia ao Ira, passando por Mamonas Assassinas. Tudo para provocar “forte apelo de sensualidade e um exemplar vigor físico”. Ou seja: a cara do verão.

Leia entrevista com Ciro Barcelos 

“Dzi Croquettes”
Quando: Quarta e Quinta, 21h. 90 min. Até 23/2/2017
Onde: Teatro Augusta – Sala Paulo Goulart – Rua Augusta, 943, São Paulo, tel. 11 3151-4141
Quanto: R$ 80 (inteira) e R$ 40 (meia-entrada)
Classificação etária: 14 anos

Siga Miguel Arcanjo Prado no Facebook, no Twitter e no Instagram.

Please follow and like us:
Surra de estilo: Prêmio Bibi Ferreira 2022 Grammy Latino 2022: Veja brasileiros indicados! Travessia estreia em 10 de outubro na Globo Fred Raposo é destaque no Mirada Maitê Proença estreia O Pior de Mim em SP