Dois ou Um com Thereza Morena

A atriz Thereza Morena - Foto: André Peirão/Divulgação

A atriz Thereza Morena – Foto: André Peirão/Divulgação

Por MIGUEL ARCANJO PRADO

Thereza Morena foi um dos destaques da performance poético-política Em Legítima Defesa, com atores negros, na 3ª MITsp, sob direção de Eugênio Lima. Há quem a conheça das telonas, onde atuou nos curtas O Pacote e Porto 77 e também no longa 2013 menos 1. Ela ainda encontra tempo para atuar como produtora audiovisual na 2 Irmãos Filmes. No momento, produz um documentário “sobre a Negritude Nossa”. Atenta às novas mídias, é uma das criadoras da página no Instagram @_blackstage_, sucesso com quase 40 mil seguidores e que divulga obras de artistas negros no mundo inteiro “como forma de enaltecê-los”. A atriz aceitou o convite para participar da coluna Dois ou Um. Dez perguntas cheias de possibilidades. Ou não.

Drama ou performance?
Já sou o drama em pessoa…performance na veia!

Europa ou África?
África está no meu DNA.

América Latina ou Estados Unidos?
MUNDO.

Palco ou plateia?
Palco, plateia, camarim, coxia, bilheteria…

Sol ou chuva?
Chuva de verão
Chuva de confete
Sol = Bahia!

Moça preta do Curuzu ou moço lindo do Badauê?
Elza Soares “A Mulher do Fim do Mundo”.

Santo ou orixá?
Deus.

Nelson Mandela ou Barack Obama?
Pode ser Nina Simone e Mandela?

Bob Marley ou Chico Buarque?
Elza Soares não sai da minha cabeça…e Bob!

Paçoca ou cocada?
Todos os doces do mundo, mas hoje vou de cocada preta!

Veja outras edições da coluna Dois ou Um

Curta nossa página no Facebook e siga o site!

Fique por dentro do que está rolando nas artes

 

Please follow and like us:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Jô Soares sofre censura após morte Diário de Pilar na Grécia faz temporada no Teatro das Artes em SP O Deus de Spinoza estreia no Teatro Itália Bandeirantes Teatro nos Parques percorre SP e Brasil ‘Se fosse homem, teria mais visibilidade’, diz Eloisa Vitz