Casos de Família, 10 anos: “Faço com amor pro povão”, diz Christina Rocha

Christina Rocha está há dez anos à frente do “Casos de Família”, sucesso nas tardes do SBT de segunda a sexta, às 16h – Foto: Gabriel Cardoso/SBT – Blog do @miguel.arcanjo – UOL

Christina Rocha está feliz da vida. Afinal, não é todo dia que uma apresentadora consegue celebrar dez anos à frente do mesmo programa na TV aberta, feito que ela acaba de conquistar com o “Casos de Família”, verdadeiro clássico nas tardes do SBT.

Em entrevista exclusiva ao Blog do Arcanjo, ela fala sobre este momento especial do programa no qual ajuda famílias simples a resolverem seus dilemas de relacionamento. Ela se orgulha de combater no ar qualquer tipo de preconceito, coisa que diz sofrer da crítica por apresentar uma atração popular.

“Faço com amor qualquer tipo de programa, independentemente se é pra classe privilegiada ou pro povão!”, afirma a apresentadora que já comandou atrações como “O Povo na TV”, “Aqui Agora”e “Alô, Christina”.

Leia com toda a calma do mundo.

Miguel Arcanjo Prado – Como você se sente ao comemorar dez anos comandando um mesmo programa na TV?
Christina Rocha – Me sinto muito feliz por estar completando dez anos de um programa diário contando com um único recurso: a história contada por pessoas, muitas vezes com os mesmos temas, mas contadas e vividas de maneiras diferentes.

Miguel Arcanjo Prado – Por que o “Casos de Família” deu tão certo? Qual o segredo desse sucesso?
Christina Rocha – O formato desse programa não só aqui, como em outros países, não caduca porque são situações que acontecem com qualquer pessoa, esse é um grande diferencial.

Miguel Arcanjo Prado – Você já esteve muito tempo afastada do vídeo antes de comandar o Casos de Família. Foi difícil para você?
Christina Rocha – Não, pelo contrário, cheguei com mais garra e fiz do meu jeito… Apenas isso.

Christina Rocha grava o especial de dez anos do “Casos de Família”, que vai ao ar nas tardes do SBT de segunda a sexta, às 16h – Foto: Gabriel Cardoso/SBT – Blog do @miguel.arcanjo – UOL

Miguel Arcanjo Prado – Quais são momentos emblemáticos pra você neste programa?
Christina Rocha – A missão social do programa é mostrar e bater de frente também com o que não é certo: como o machismo, o preconceito em qualquer escala, o desrespeito pelos mais velhos, e a violência contra a mulher … Acho que esses, são os mais emblemáticos nesses 10 anos de “Casos de Família”.

Miguel Arcanjo Prado – Falando dos outros programas que fez, qual você sente mais saudade?
Christina Rocha – Saudade e agradecimento eu tenho de todos os programas que fiz, porque todos fazem parte do meu amadurecimento e da minha história profissional.

Miguel Arcanjo Prado – O “Casos de Família” sofre preconceito na sua opinião?
Christina Rocha – Acho que no geral, todos os programas populares sofrem mais preconceito da crítica, sim, sem sombra de dúvida… As pessoas já veem o programa com um pré-conceito, destacando o lado negativo, sem procurar analisar o lado positivo que o programa leva para os telespectadores.

Miguel Arcanjo Prado – Você gosta de se comunicar direto com o chamado “povão”? Por quê?
Christina Rocha – Eu gosto de me comunicar, e faço com amor qualquer tipo de programa, independentemente se é pra classe privilegiada ou pro povão! Trabalho numa emissora popular, amo a minha profissão e tenho muito orgulho da minha trajetória!

Siga Miguel Arcanjo Prado no Instagram

Please follow and like us:
Jô Soares sofre censura após morte Diário de Pilar na Grécia faz temporada no Teatro das Artes em SP O Deus de Spinoza estreia no Teatro Itália Bandeirantes Teatro nos Parques percorre SP e Brasil ‘Se fosse homem, teria mais visibilidade’, diz Eloisa Vitz