Após cinco anos fora da TV, Eduardo Pelizzari comemora novela e peça de teatro

“Blink” tem Ligia Paula Machado e Eduardo Pelizzari – Foto: Caio Gallucci

Por Miguel Arcanjo Prado

Eduardo Pelizzari, o Flávio da novela “Carinha de Anjo” (SBT), já fez “Malhação” e outros folhetins como “Negócio da China” (Globo) e “Dance Dance Dance” (Band), além de uma turbulenta participação no reality “A Fazenda” (Record).

Depois de cinco anos afastado do vídeo, nos quais aproveitou para amadurecer e fazer teatro com gente respeitada, como o diretor José Celso Martinez Corrêa, o Zé Celso, no histórico Teat(r)o Oficina, ele está de volta à TV e também aos palcos.

Além da novela infantil no SBT escrita por Leonor Corrêa, o ator volta a encenar em São Paulo a peça “Blink”, no Teatro Cacilda Becker (r. Tito, 295, Lapa), com ingressos populares a R$ 20 e sessões sexta, 21h30, sábado, 21h, e domingo, 19h, até 26 de março.

Na montagem dirigida por Kleber Montanheiro, Pelizzari, formado pelas escolas teatrais Célia Helena, Macunaíma, Fátima Toledo e Sica, na Argentina, contracena com Ligia Paula Machado no texto do inglês Phil Porter com tradução e adaptação de Francisca Braga.

Fazem o casal Ligia e Sofia, dois jovens ingleses solitários que se encontram na fria Londres com ajuda da tecnologia. O ator conversou com o Blog do Arcanjo do UOL sobre este momento de sua carreira. Leia com toda a calma do mundo.

Miguel Arcanjo Prado – Como está sendo voltar pra TV em “Carinha de Anjo”?
Eduardo Pelizzari – Está sendo uma delícia gravar novela, depois de cinco anos sem atuar na televisão, só fazendo teatro. Eu tenho a oportunidade de voltar a fazer televisão, numa emissora que me recebeu muito bem, que é o SBT, direcionado ao público infantil.

Miguel Arcanjo Prado – Como é trabalhar com esse público?
Eduardo Pelizzari – E é a primeira vez que eu trabalho com o público infantil. Já tinha feito “Malhação”, que é para o público adolescente, então é diferente. E justamente num momento em que eu me torno pai eu tenho acesso às crianças. Então, está sendo um prazer imenso, estar jogando com a Clarice Niskier, que é minha mãe na novela, com um pessoal da pesada. Está sendo muito gostoso!

Eduardo Pelizzari e Clarice Niskier em “Carinha de Anjo” – Foto: Divulgação/SBT

Miguel Arcanjo Prado – Com encara estar também nos palcos na peça “Blink”?
Eduardo Pelizzari – Voltar a fazer o “Blink” é um presentaço. Porque, embora eu faça muito teatro, eu acho que o Jonas é o personagem mais distante da minha realidade, do meu convívio diário, do que eu já fiz na vida e no teatro.

Miguel Arcanjo Prado – Por quê?
Eduardo Pelizzari – Embora eu tenha muita coisa dele em mim, eu não sabia como construí-lo para a peça. Ele acessa no meu ser uma delicadeza, uma sensibilidade, que acaba reverberando na minha vida, enquanto eu estou atuando, fazendo ele. E eu sou apaixonado pelo Jonas, pela simplicidade, pela pureza, pela beleza que ele enxerga as coisas, pelo ponto de vista poético dele. Eu estou achando demais.

Você pode gostar...