Ator de Escrava Mãe, Sidney Santiago faz protesto contra o racismo

Sidney Santiago segura cartaz no viaduto do Chá, centro de São Paulo: “Racismo mata” – Foto: Pedro Jackson

Por Miguel Arcanjo Prado

O ator Sidney Santiago participou de uma ação performática no centro de São Paulo em protesto contra o racismo. Recentemente, ele se destacou como o personagem Sapião na novela “Escrava Mãe” (Record).

Carregando um cartaz escrito “Racismo mata” ele e os artistas Pedro Guimaãres, Vitor Bassi e Larissa Nunes, sob registro de Pedro Jackson, chamaram a atenção de quem passou na região entre a praça da República e praça da Sé no último dia 14.

“Lancei oficialmente o Selo Homens de Cor, uma zona autônoma dedicada a produzir uma arte engajada que denuncie o racismo e promova aspectos de uma representação positiva sobre a população negra, em especial de jovens negros”, explica Sidney.

Larissa Nunes, Vitor Bassi e Sidney Santiago durante a performance “Sangue Nosso” no centro de SP – Foto: Pedro Jackson

A ação nas ruas, chamada por ele de “tiro performático” foi batizada de “Sangue Nosso”. “Idealizei com foco no genocídio de jovens negros pelo Estado brasileiro”, conta ele, revelando que o projeto não recebeu qualquer tipo de apoio público ou privado.

“Somos artistas negros insatisfeitos com essa realidade cruel. Daqui pra frente, continuaremos a luta no picadeiro, na ribalta, nos palcos, escolas bairros e prisões, se possível for”, avisa Sidney.

Pedro Jackson, Larissa Nunes, Pedro Guimarães, Sidney Santiago e Vitor Bassi comemoram o sucesso de “Sangue Nosso” – Foto: Pedro Jackson

Siga Miguel Arcanjo Prado no Facebook, no Twitter e no Instagram.

 

Você pode gostar...