“Temos de dar um golpe no golpe: Diretas Já”, diz Zé Celso

Zé Celso em "Pra Dar Um Fim no Juízo de Deus" - Foto: Gabi Cerqueira/Divulgação

Zé Celso em “Pra Dar Um Fim no Juízo de Deus” – Foto: Gabi Cerqueira/Divulgação

Por Miguel Arcanjo Prado

O diretor de teatro José Celso Martinez Corrêa, o Zé Celso, causou polêmica em Brasília nas últimas semanas com as apresentações da peça “Pra Dar um Fim no Juízo de Deus”, na qual coloca personagens da crise política que vive o país no palco. De volta a São Paulo, encena sua obra inspirada em Antonin Artaud (1896-1948) neste fim de semana, em seu Teat(r)o Oficina.

“O teatro de máscaras virou uma chanchada brilhante e deliciosa para nós e para o público. Cada dia a peça se enriquecia mais, virou um tesouro mutante no ritmo da farsa de repetição da história do golpe de 64-2016”, define Zé Celso ao UOL. Para o diretor, por conta do diálogo intenso com o Brasil atual, a peça acabou sendo “a primeira grande comédia” na qual ele atuou e dirigiu.

Apesar de a peça já ter sido apresentada em seu espaço, Zé afirma que é uma nova estreia, já que a encenação foi modificada devido aos acontecimentos recentes, sobretudo a aprovação do impeachment da presidente Dilma Rousseff na Câmara dos Deputados e que agora tramita no Senado, ao qual o artista e o grupo são contra. “É uma peça nascida deste momento. E queremos viver com ela, Brasil e mundo todo. Foi um presente que os golpistas nos deram”, declara Zé ao blog.

Atores usam máscaras na peça - Foto: Gabi Cerqueira/Divulgação

Atores usam máscaras na peça do Oficina – Foto: Gabi Cerqueira/Divulgação

O diretor conta que o público ao ver a obra se inspira e liga o que acontece no palco aos acontecimentos de cada dia: “Agora, com as máscaras dos protagonistas armando o golpe em nome de Deus, num Carnaval delicioso”.

Zé ainda confessa que espera que o teatro fique lotado para que todos “possam viver um dos momentos mais gargalhados da história dos 58 anos do Teat(r)o Oficna”. “Nem nos anos 60, com ‘Rei da Vela’ e ‘Roda Viva’ senti o poder do teat(r)o revelar uma peça como em ‘Pra Dar um Fim no Juízo de Deus’. Poucas vezes vi o teatro político tão arte, tão vivo, tão revelador do poder, até então, reprimido da cultura”, diz.

Depois de São Paulo, Zé quer percorrer o Brasil com a obra. “Temos a humilde pretensão de ser um dos pontos somados a todas as outras milhares de manifestações. Temos de dar um golpe no golpe: Diretas Já”, conclui.

“Pra Dar um Fim no Juízo de Deus”
Quando: Sábado (30), 21h, domingo (1º), 20h. 60 min. Até 1º/5/2016
Onde: Teat(r)o Oficina – Rua Jaceguai, 520, Bixiga, São Paulo, tel. 11 3104-0678
Quanto: R$ 50 (inteira), R$ 25 (meia-entrada) – moradores do Bixiga pagam R$ 10
Classificação etária: 16 anos

Zé Celso faz peça política e pede eleições diretas - Foto: Gabi Cerqueira/Divulgação

Zé Celso faz peça política e pede eleições diretas – Foto: Gabi Cerqueira/Divulgação

Please follow and like us:
Vingança, O Musical é aplaudido por estrelas Longa Jornada Noite Adentro é aplaudida por famosos Marina Sena fala do 2º álbum Orgulho LGBT+ 5 peças em São Paulo Parada do Orgulho LGBT+ bate recorde com 4 milhões de pessoas