Gustavo Ferreira fala sobre Festival Satyrianas 2022: ‘Que a Cultura seja base para reconstrução do Brasil’ | Entrevista do Arcanjo

O ator Gustavo Ferreira, coordenador geral do Festival Satyrianas, que chega à 23ª edição de 11 a 15 de novembro de 2022 na Praça Roosevelt – Foto: Annelize Tozetto – Blog do Arcanjo

Satyrianas reúne 400 projetos e 1.000 artistas na Praça Roosevelt no feriadão em SP

Por MIGUEL ARCANJO PRADO
@miguel.arcanjo

Começa nesta sexta, 11, e vai até meia-noite da terça, 15 de novembro, a 23ª edição do Festival Satyrianas, organizado pela Cia. de Teatro Os Satyros, com sede na Praça Roosevelt, centro de São Paulo. Em entrevista exclusiva ao Blog do Arcanjo, o ator e coordenador geral Gustavo Ferreira fala sobre o grande evento idealizado por Ivam Cabral e Rodolfo García Vázquez e que terá mais de 400 atrações e mil artistas com atividades gratuitas ou ao preço de ingresso consciente, “pague quanto puder” em 12 diferentes espaços. A Satyrianas celebra a retomada da cultura e o fortalecimento da democracia sob o tema “Você tem fome de quê?”. Leia com toda a calma do mundo.

Cartaz da 23ª edição do Festival Satyrianas criado pelo artista Henrique de Mello sob inspiração do quadro Operários de Tarsila do Amaral de 1933, ícone do modernismo no marco do centenário da Semana de Arte Moderna de 1922

Miguel Arcanjo Prado – Como vocês escolheram o tema deste ano do Festival Satyrianas?
Gustavo Ferreira –
O tema da Satyrianas 2022 é “Você tem fome de quê?”, que foi escolhido inspirado na canção dos Titãs, Comida, de 1987, e que trazemos para os dias de hoje para que todos possam expressar a nossa democracia e defender o fortalecimento da arte no Brasil.

O clima da Satyrianas 2022 é perfeito para festejar e reunir novas ideias para esse novo Brasil que se vislumbra. É hora de festejar o fortalecimento da nossa democracia. Que a Cultura seja pautada como base para essa reconstrução do Brasil. Brindemos!

Gustavo Ferreira
coordenador geral do Festival Satyrianas
Gustavo Ferreira em retrato de Bob Sousa em 2014 – Arquivo Blog do Arcanjo

Miguel Arcanjo Prado – O festival tem quantos anos? Há quanto tempo com você na coordenação? Qual a maior lição em tantos anos de experiência?
Gustavo Ferreira – O festival em 2022 está em sua vigésima terceira edição. Estou na equipe de produção há 15 anos e à frente da coordenação há 13. A maior lição desses anos é entender que cada ano, cada edição tem sua particularidade. Já fizemos Satyrianas com a Praça Roosevelt antes da reforma, já fizemos com ela fechada pra reforma, com mais de 6 tendas montadas, sem nenhuma tenda também, etc. Cada ano é uma experiência diferente. Acredito que a união dos artistas, as diversas formas do público ter acesso à arte, somado a uma equipe dedicada fazem a Satyrianas acontecer.

Gustavo Ferreira e Rodolfo García Vázquez, do Satyros, se abraçam emocionados no Festival Satyrianas 2016 – Foto: Fábio da Silva/Coletivo Fotomix – Arquivo Blog do Arcanjo

Miguel Arcanjo Prado – A Satyrianas é uma plataforma que impulsiona a cultura na cidade de São Paulo?
Gustavo Ferreira –
Ter um evento com mais de 400 atrações, com acesso gratuito ou no esquema “pague quanto puder” gera um fluxo cultural ímpar na região central. A mistura de linguagens e tribos, experimentações cênicas, faz com que a Satyrianas se torne também uma grande incubadora de novos projetos que veremos em cartaz nos próximos anos pelos palcos não só de São Paulo como de todo o Brasil e muitas vezes do mundo.

A saudosa diva da Praça Roosevelt Phedra D. Córdoba dá uma bitoquinha no ator Gustavo Ferreira durante o Festival Satyrianas – Foto: Arquivo Blog do Arcanjo

Miguel Arcanjo Prado – O que você destacaria na programação deste ano?
Gustavo Ferreira –
Teremos muita coisa bacana acontecendo nos 4 dias do festival. Esse será o primeiro ano que faremos a abertura na noite anterior às atividades do evento, ou seja, serão 5 dias praticamente de atividades. A abertura oficial do evento, no dia 11 de novembro, no Cine Satyros Bijou – sala Patricia Pillar, conta com cerimônia de apresentação seguida pela exibição comemorativa de 10 anos do longa-metragem Satyrianas, 78 Horas em 78 Minutos, de Otávio Pacheco, Daniel Gaggini e Fausto Noro. Durante a programação teremos o já tradicional Dramamix, projeto que convida novos e conhecidos nomes da dramaturgia a escreverem textos inéditos para o festival. O SatyriBlack reúne diversas formas de expressão, valorização e debate sobre a cultura negra. E SatyriTrans traz reflexão sobre a representatividade e a propulsão da arte feita por corpos trans. Temos espetáculos de diversos locais do país, música, dança, tanta, mas tanta coisa especial! Confiram tudo no nosso site: www.satyrianas.com.br, que inclusive traz a programação hora a hora.

Gustavo Ferreira no camarim do Espaço dos Satyros na Praça Roosevelt – Foto: Bob Sousa – Blog do Arcanjo

Miguel Arcanjo Prado – A Satyrianas encerra o ano cultural às vésperas da Copa. O clima vai ser de festa por um novo Brasil?
Gustavo Ferreira –
O clima da Satyrianas 2022 é perfeito para festejar e reunir novas ideias para esse novo Brasil que se vislumbra. É hora de festejar o fortalecimento da nossa democracia. Que a Cultura seja pautada como base para essa reconstrução do Brasil. Brindemos!

O jornalista e editor deste blog Miguel Arcanjo Prado no encontro com o coordenador geral da Satyrianas, o ator Gustavo Ferreira, na sala de imprensa do evento em 2014 – Foto: Eduardo Enomoto – Blog do Arcanjo

Conheça as peças da Satyrianas do Dramamix, com textos inéditos!

Veja as peças de teatro adulto da Satyrianas 2022

Saiba as peças de teatro infantil da Satyrianinhas

Siga @miguel.arcanjo

Inscreva-se no canal Blog do Arcanjo

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é miguel-arcanjo-prado-foto-edson-lopes-jr.jpg

Um dos mais influentes e respeitados jornalistas e críticos culturais do Brasil, Miguel Arcanjo Prado dirige o Blog do Arcanjo e o Prêmio Arcanjo. É mestre em Artes pela UNESP, pós-graduado em Mídia e Cultura pela ECA-USP, bacharel em Comunicação Social pela UFMG e crítico da APCA – Associação Paulista de Críticos de Artes, da qual foi vice-presidente. Coordena a Extensão Cultural da SP Escola de Teatro e faz o Podcast do Arcanjo. Foi eleito entre os melhores jornalistas de Cultura do Brasil pelo Prêmio Comunique-se e Prêmio Governador do Estado de São Paulo. Passou por Globo, Record, R7, Record News, Folha, Abril, Huffpost Brasil, Notícias da TV, Contigo, Superinteressante, Band, Gazeta, UOL, Uma, Rede TV!, Rede Brasil, TV UFMG e O Pasquim 21. É jurado das premiações Prêmio Arcanjo, Sesc Melhores Filmes, Prêmio Bibi Ferreira, Prêmio Destaque Digital, Melhores do Ano Guia da Folha, Prêmios ANCEC e Prêmio Canal Brasil de Curtas. É vencedor do Troféu Nelson Rodrigues, Prêmio Destaque em Comunicação Nacional ANCEC, Troféu Inspiração do Amanhã e Prêmio África Brasil.
Foto: Edson Lopes Jr.
© Blog do Arcanjo – Entretenimento e Cultura por Miguel Arcanjo Prado | Todos os direitos reservados.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é podcast-do-arcanjo.jpg
Please follow and like us:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Festival de Curitiba anuncia novidades em 2023 II Expo Internacional Consciência Negra SP The Crown mostra que Charles traiu Diana Caetano Veloso se emociona em show após morte de Gal Costa Prêmio Arcanjo de Cultura acontece no Teatro Sérgio Cardoso