Rapidinhas: Satyrianas tem desabafo de artista ‘vítima da inveja alheia’

Por Miguel Arcanjo Prado

Desabafo digital

A atriz Julia Bobrow interpreta o texto inédito Um Instantinho Aglomerados, de Miguel Arcanjo Prado, autor desta humilde coluna, no Festival Satyrianas. Com dez minutos, a obra traz o desabafo de uma artista perseguida pela opinião pública na pandemia, o que, na visão da controversa personagem, trata-se de pura inveja alheia. Tal qual uma Dona Flor, de Jorge Amado, Julia escolheu dois diretores: Diego Ribeiro e Fábio Vanzo. A sessão é neste sábado, 5, às 17h, neste link na Sympla, onde você já pode retirar o ingresso gratuito. Nos vemos lá, combinado?

Aplausos

O ex-governador de São Paulo Márcio França, que ficou em terceiro lugar na corrida pela Prefeitura de São Paulo, levou a mulher, a professora Lúcia França, para ver a comédia A Banheira, no Teatro Maria Della Costa, em São Paulo. O político elogiou a “resistência” dos artistas em se manterem em cartaz no presencial. Merecem mesmo os nossos parabéns. A coluna gosta de ver político que frequenta o teatro, o que é coisa raríssima.

Alta potência

A TV Cultura está toda prosa. O motivo? Comprou um transmissor da marca alemã Rohde & Schwarz, um dos mais potentes do mercado. O equipamento começa a operar já na segunda, dia 7, o que garantirá imagem com mais qualidade, cor e brilho aos telespectadores do canal público paulista. Com a nova tecnologia, a emissora da atingirá a marca de 2 milhões de novos telespectadores na Grande São Paulo. É muita gente.

Constrangedor

Reportagem de João Batista Jr. na revista Piauí desta semana conta detalhes do suposto abuso sexual que o ex-diretor de Humor da Globo, Marcius Melhem, teria praticado reiteradas vezes contra Dani Calabresa e outras mulheres na emissora. De acordo com a matéria, a Globo teria acobertado a história até o caso ser divulgado pelo jornalista Leo Dias. Segundo o texto da Piauí, Melhem teria lambido Dani à força e mostrado seu órgão genital para a humorista, quando a teria encurralado na saída de um banheiro carioca. Ainda de acordo com a reportagem intitulada ‘O que mais você quer, filha, para calar a boca?’, Melhem costumava passar seu órgão sexual ereto nas funcionárias, quando era o todo-poderoso do Humor na Globo. A reportagem é de deixar os cabelos arrepiados.

Superintendência da Receita Federal, em Brasília.

Vingativa

O jornalista Robson Bonin, da coluna Radar, na revista Veja, revelou que a Receita Federal está bombardeando artistas da Globo com multas milionárias de até 150% por suposta sonegação de impostos. Segundo a reportagem, o órgão público poderia estar sendo usado de forma política, como represália do governo federal ao canal e seus artistas pelas críticas. Eita.

Lembrança

O diretor Paulo Faria e a Cia. Pessoal do Faroeste receberam Menção Honrosa no Prêmio de Direitos Humanos da OAB-SP pelo trabalho social que fazem na região da cracolândia. O reconhecimento chega no momento em que o grupo está sem patrocínio e correndo risco de despejo de sua sede, na Luz, centro paulistano. Tadinho.

Eu ando pelo mundo

A Cia. Luna Lunera, de Belo Horizonte, fará uma transmissão ao vivo e gratuita do espetáculo E Ainda Assim se Levantar, neste domingo, 6, às 19h, em seu canal no YouTube. Estão todos convidados.

Olhar potente

O modelo e documentarista soteropolitano Carlos Cruz participa de um debate sobre o audiovisual negro na SatyriBlack, recorte negro dentro do Festival Satyrianas. Estará ao lado de Lygia Pereira e Viviane Pistache, mulheres poderosas do nosso audiovisual. Sábado, 5, às 15h30, neste link na Sympla. Papo do bom.

Pintura íntima

Cléo De Páris, a atriz, foi convidada pelo dramaturgo Marcio Tito para representar sua nova obra no Festival Satyrianas. Trata-se da peça Laura Diz para Seu Irmão, que contará com direção de Fabricio Castro e direção de fotografia de Fábio Penna. Domingo, 6, às 20h, neste link na Sympla. Perde não.

Bom velhinho

O musical infantil A Grande Oficina de Papai Noel estreia neste sábado, 5, às 15h, no Teatro São Cristóvão Saúde do Mooca Plaza Shopping com texto e direção de Jorge Azevedo. As crianças vão amar.

Para todos

Acessibilidade no mercado das artes é assunto importante e que precisa ser discutido pela sociedade. De olho nisso, Aliança Francesa de São Paulo e Cultura e Mercado encerram o Ciclo Acessibilidade abordando a temática no campo das artes cênicas e do audiovisual. O papo é dia 9 de dezembro, quarta que vem, 17h, no YouTube, com Livia Motta, do Ver Com Palavras, a atriz e bailarina Moira Braga e Luís Mauch, do Mais Diferenças. João Kulcsár fará a mediação. Prestigie.

Miguel Arcanjo Prado é jornalista, mestre em Artes pela UNESP, pós-graduado em Mídia, Informação e Cultura pela ECA-USP e bacharel em Comunicação Social pela UFMG. Eleito três vezes pelo Prêmio Comunique-se um dos melhores jornalistas de Cultura do Brasil. Nascido em Belo Horizonte, vive em São Paulo desde 2007. É crítico da APCA, da qual foi vice-presidente. Passou por Globo, Record, Folha, Contigo, Editora Abril, Gazeta, Band, Rede TV e UOL, entre outros. Desde 2012, faz o Blog do Arcanjo, referência no jornalismo cultural. Em 2019 criou o Prêmio Arcanjo de Cultura no Theatro Municipal de SP. Em 2020, passou a ser Coordenador de Extensão Cultural e Projetos Especiais da SP Escola de Teatro e começou o Podcast do Arcanjo em parceria com a OLA Podcasts. Foto: Bob Sousa.

Siga @miguel.arcanjo

Ouça o Podcast do Arcanjo



Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *