Rapidinhas: Satyros estreiam peças digitais nos EUA e no Brasil

Elenco norte-americano de The Art of Facing Fear, do Satyros: estreia este sábado (5) – Foto: Divulgação – Blog do @miguel.arcanjo

Por Miguel Arcanjo Prado

Teatro brasileiro nos EUA

A Cia. de Teatro Os Satyros estreia neste sábado (5), nos Estados Unidos, a versão norte-americana do sucesso do teatro digital A Arte de Encarar o Medo, com elenco estadunidense marcado pela diversidade étnica dos artistas, que trouxeram novos discursos à encenação. A obra estreou originalmente no Brasil e depois ganhou montagem internacional africana-europeia. Todas dirigidas por Rodolfo García Vázquez, autor do texto que abriu as portas da percepção do teatro digital ao lado de Ivam Cabral. Um marco.

Novos Normais estreia dia 12 de setembro com grande elenco do Satyros – Foto: Andre Stefano/Divulgação – Blog do @miguel.arcanjo

Desejo oculto

Falando neles, o Satyros já bateu o martelo: sua nova peça digital estreia dia 12 de setembro em seu Espaço Digital dos Satyros na Sympla. Trata-se de Novos Normais: Sobre Sexo e Outros Desejos Pandêmicos. Mais uma vez, a dupla Ivam Cabral e Rodolfo García Vázquez assina o texto dirigido pelo último. A coluna adianta o elenco de 20 artistas: Alessandra Nassi, Alex de Felix, Alex de Jesus, Anna Kuller, André Lu, Beatriz Medina, Bruno de Paula, Dominique, Elisa Barboza, Felipe Estevão, Guilherme Andrade, Heyde Sayama, Ícaro Gimenes, Ingrid Soares, Júlia Francez, Karina Bastos, Luís Holiver, Marcelo Vinci, Roberto Francisco e Vitor Lins. Turma boa.

Xuxa Meneghel e seus velhos baús: “Livro Memórias terá mais de 100 fotos”, ela avisa – Foto: Blad Meneghel/Divulgação – Blog do @miguel.arcanjo

Do fundo do baú

Essa aí revirando os antigos baús de recordações é Xuxa Meneghel, na difícil escolha das fotos que vão entrar em sua biografia, Memórias, pela Editora Globo. A apresentadora escolheu a dedo cada imagem, muitas das quais nunca vistas antes pelo público. À coluna, Xuxa adianta: “O livro terá mais de 100 fotos”. Não poderia ser diferente em se tratando do maior ídolo pop que o Brasil produziu.

Solidária

Xuxa aproveita para contar à coluna que doará os royalties de sua autobiografia para a Aldeia Nissi, em Angola, na África, e para santuários que resgatam animais de maus-tratos no Brasil. Boa notícia.

O ator Luccas Papp, que estreia A Ponte – Foto: Fernando Maia/Divulgação – Blog do @miguel.arcanjo

Fila digital

O ator e dramaturgo Luccas Papp ficou feliz da vida nesta semana ao conferir que já tinham sido vendidos quase 70 ingressos para a estreia de sua peça digital A Ponte, sobre o cancelamento nas redes. Estreia neste sábado (5), direto do palco do Viga Espaço Cênico na Sympla. Perde não.

Refúgio – Foto: Otavio Dantas/Divulgação – Blog do @miguel.arcanjo

Nova rota

O espetáculo Refúgio, escrito e dirigido por Alexandre Dal Farra, precisou cancelar sua circulação pelo interior paulista por conta da pandemia. Agora, faz sessões no YouTube gratuitas seguidas de bate-papo com o elenco formado por Marat Decartes, Fabiana Gugli, Andre Capuano, Carla Zanini e Clayton Mariano. Sextas e sábados, 20h, de 11 de setembro até 3 de outubro. Estão todos convidados.

O diretor e dramaturgo Samir Yazbek: texto inédito lido no Itaú Cultural – Foto: Bob Sousa – Blog do @miguel.arcanjo

Palco virtual

O Itaú Cultural inaugura neste mês seu Palco Virtual com sessões transmitidas online direto de seu palco. Haverá ciclo de leitura toda segunda e na terça tem peça adulta. Estreia dia 7 de setembro com as atrizes Helena Ranaldi e Maria Fernanda Cândido, na primeira interpretação lida de Que os Mortos Enterrem os Seus Mortos, de Samir Yazbek, sobre uma mulher que retorna ao Líbano, mas a mãe, morta, a diz para voltar para o Brasil. Já nas terças 8 e 15 estreia a peça Só, que une virtualmente os artistas Alex Gruli, Fernando Neves, José Roberto Jardim e Kátia Daher, fundadores Cia. Os Fofos Encenam. Na montagem, os quatro personagens, que estão numa pandemia e precisam acompanhar de forma online o desligamento dos aparelhos de uma integrante da família que está no hospital. Que forte.

Elisete Jeremias: curso na Sympla – Foto: Bob Sousa – Blog do @miguel.arcanjo

Mulher da cena

Única mulher diretora de cena a ser premiada com o Prêmio Shell, Elisete Jeremias, que fez história no Teat(r)o Oficina, dará o curso inédito A Arte da Direção de Cena na plataforma Sympla de 5 a 7 de outubro. Elisete está comemorando 25 anos de carreira neste 2020. A coluna manda os parabéns.

Roderick Himeros dá curso online – Foto: Jennifer Glass/Divulgação – Blog do @miguel.arcanjo

Compartilhando saberes

Escolhido por Zé Celso para protagonizar as mais recentes peças do Teat(r)o Oficina, onde está há mais de uma década, o ator Roderick Himero dará um curso online dias 23 a 26 de setembro, no Espaço Pandega. Ele adianta à coluna a temática: “Concertos para Corpo e Mídia: Videomapping e Performance” e ainda diz que estará ao lado do professor de videomapping Ivan Soares.  Roderick avisa que as inscrições estão abertas na Sympla. Serão 5 alunos presenciais e 35 a distância via transmissão ao vivo. Olha só.

Corpo-tela

Roderick Himeros fala brevemente sobre o videomapping aos leitores da coluna: “Atualmente, as projeções mapeadas, em que projetores lançam imagens em movimento sobre cenários, objetos cênicos e até mesmo o corpo de atores, se popularizaram e são comuns nas mais diversas artes do palco, dos shows musicais aos espetáculos de dança”. Entendido.

Antunes Filho – Foto: Bob Sousa – Blog do @miguel.arcanjo

Memória viva

O Centro de Pesquisa Teatral CPT_Sesc, em São Paulo, se prepara para retomar suas atividades de forma virtual. A programação promete celebrar seu diretor, Antunes Filho, que morreu no ano passado. O objetivo é mostrar o legado de Antunes para nossas artes cênicas. Afinal, ele marcou profundamente a trajetória de muitos de nossos artistas. Quem passou pelo CPT sabe disso muito bem.

Velson D’Souza – Foto: Divulgação – Blog do @miguel.arcanjo

Câmera em foco

Com experiência internacional, o ator Velson D’Souza, que precisou interromper nos palcos sua interpretação de Silvio Santos no musical por conta da pandemia, vai ministrar o curso de Interpretação para TV e Cinema no Estúdio Broadway Morumbi. Velson D’Souza é formado em Cinema pela Faap e fez Mestrado em Interpretação pela The New School for Drama, o antigo Actor’s Studio de Nova York. Poderoso.

Daniela Rocha-Rosa – Foto: Divulgação – Blog do @miguel.arcanjo

Youtuber do circo

Um programa de entrevistas sobre a vida, a arte e a obra de diferentes mulheres circenses. Este é o foco do programa Quem Sou Eu? Mulheres Circenses, toda quinta no canal no YouTube da artista Daniela Rocha-Rosa. À coluna, ela adianta os temas abordados: “empoderamento, empreendedorismo, anti-homofobia, antirracismo, arte, trabalho, vida, sexualidade, ancestralidade, trajetória, família, luz, circo e outros”. Eclética.

Ouça o Podcast do Arcanjo

Siga @miguel.arcanjo

Você pode gostar...

1 Resultado

  1. 11/09/2020

    […] Fonte: Blog do Arcanjo […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *