Rapidinhas: Artistas de Mato Grosso conquistam Satyrianas

Vinda de Cuiabá, atriz Eloá Pimenta apresenta peça na Satyrianas e faz parte do grupo de 44 artistas do Mato Grosso que estão no grande festival teatral de São Paulo – Foto: Luciano Prado/Divulgação

Por Miguel Arcanjo Prado

Toda latina
Eloá Pimenta, a talentosa atriz, veio diretamente de Cuiabá, no Mato Grosso, para participar da 18ª Satyrianas com espetáculo “No Muy Lejos – Consuelo Puerto Libre”.

Dónde está Ramón?
Na obra, Eloá é Consuelo, uma mulher que veio para o Brasil em lua-de-mel e foi abandonada pelo marido. Em suas andanças pelo mundo, a personagem fala de amor, saudade e de sua busca por um tal de Ramón. Quem será?

Sessão da meia noite
O texto de Simone Cardoso e Eloá Pimenta tem direção de Wagton Douglas. No elenco, além de Eloá, está também Dani Souza. A apresentação é nesta sexta (3), 23h59, na sala R1 da SP Escola de Teatro, na praça Roosevelt, dentro do festival Satyrianas. Pague quanto puder. Mas não vale ser pão duro, tá?

Leia reportagem sobre a Satyrianas 2017

Turma toda
Ah, Eloá Pimenta faz parte do grupo de 44 jovens artistas da MT Escola de Teatro. Eles viajaram de Cuiabá a São Paulo para acompanhar pela primeira vez a Satyrianas. Dizem que a viagem foi uma festa. Danados.

Raízes indígenas
Juliana Graziela, da turma de Mato Grosso, faz a performance “Índia Ró”, baseada na cultura xavante, nesta sexta (3), às 23h, no saguão da SP Escola de Teatro, na praça Roosevelt. Salvem nossos ancestrais.

Gustavo Ferreira, coordenador da Satyrianas – Foto: Eduardo Enomoto

Não para
De onde o coordenador geral da Satyrianas, Gustavo Ferreira, tira tanta energia nesta época do ano? O moço está atarefadíssimo. E dá conta de tudo.

Diva da praça
Phedra D. Córdoba, a diva eterna da praça Roosevelt que nos deixou no ano passado, ganhou nova arte na fachada do Espaço dos Satyros, na praça Roosevelt, para esta Satyrianas. Ela merece. Agora só falta uma estátua de bronze em tamanho real. De preferência sentadinha em uma mesa em frente ao Satyros. Como ela gostava.

Renata Sorrah e Fernanda Montenegro: cena do passado recriada em “Preto” – Foto: Divulgação

Momento nostalgia
Em “Preto”, nova peça da companhia brasileira de teatro, Renata Sorrah e Grace Passô revivem uma cena clássica da peça “As Lágrimas Amargas de Petra von Kant”, que Sorrah fez com Fernanda Montenegro em 1982. Memória é tudo.

Questões identitárias
“Preto” não fala só sobre questões étnicas, mas também outros temas identitários, como em relação ao gênero e à sexualidade. Estreia dia 9 no teatro do Sesc Campo Limpo, em São Paulo. No elenco ainda estão Nadja Naira, Cássia Damasceno, Felipe Soares e Rodrigo Bolzan, sob direção de Marcio Abreu.

Regina Duarte: novela no Rio, teatro em São Paulo – Foto: João Miguel Jr./Divulgação/Globo

Ponte aérea
Regina Duarte, nossa eterna namoradinha, anda vivendo uma vida de pura correria na ponte aérea Rio-São Paulo.

TV e teatro
Na capital fluminense ele grava a novela de Alcides Nogueira na Globo, “Tempo de Amar”. Já em São Paulo, onde vive, dirige a peça “Volta ao Lar”, com Alessandra Negrini, toda terça, 21h, até 5 de dezembro no Teatro Eva Herz da Livraria Cultura.

O fotógrafo do teatro Bob Sousa em autorretrato

Velho Bob
Bob Sousa, o fotógrafo do teatro, foi convidado para fazer o bate-papo de abertura do Fotoclube de Segunda. Neste dia 6, 20h, no Stúdio Mó (r. José Bento, 84), no Cambuci, São Paulo.

Por trás da lente
Na roda de conversa com os fotógrafos paulistanos, Bob Sousa vai falar de seu trabalho de mais de uma década fotografando artistas e peças de teatro. Ele é o cara.

Cena da peça “O Espectador Condenado à Morte” – Foto: Patrícia Mattos/Divulgação

Sessão especial
A comédia “O Espectador Condenado à Morte faz apresentação especial no domingo, 5 de novembro, às 19h30, na Funarte de São Paulo. A sessão será acessível com intérprete de libras e audiodescrição, além de ter entrada gratuita. Que beleza.

Serviço
A montagem é da Companhia Teatro da Dispersão, o texto de Matéi Visniec tem direção de Thiago Ledier e a temporada acontece até 12 de novembro, de quarta a sábado, às 20h30, e domingo, às 19h30. Anotou direitinho?

Cena da peça “Space Invaders” – Foto: Leekyung Kim/Divulgação

Intergalático
A peça juvenil “Space Invaders” estreia neste sábado (4), às 19h. no Espaço Elevador. Dirigida e escrita por Fernanda Gama, o espetáculo da Cia. do Fubá revela o olhar de um adolescente que se sente tão isolado quanto um astronauta fora de órbita. Bruno Gavranic, Leonardo Devitto, Mateus Monteiro e Paula Bega formam o elenco.

Toca o Bowie
Space “Space Invaders” tem como inspiração HQs e David Bowie. Fundamental. A temporada vai até 10 de dezembro com sessões aos sábados e domingos, às 19h.

“Os Atingidos” conta drama dos moradores de Mariana (MG) atingidos pelo rompimento da barragem da Samarco dois anos atrás – Foto: Caio Oviedo/Divulgação

Crime ambiental
Após dois anos de rompimento da barragem em Mariana, A Ordinária Companhia trata do tema com nova temporada de “Os Atingidos ou Toda Coisa que Vive é um Relâmpago” a partir de terça-feira (7), às 20h no Teatro de Contêiner. Lembrar é preciso.

Junto e misturado
As novas apresentações acontecem sempre terças e quartas, às 20h, até 6 de dezembro. A montagem tem uma linguagem que mistura teatro e cinema com direção e dramaturgia de José Fernando Peixoto de Azevedo.

Cena da peça “Hospedeira” – Foto: Marcelo Villa Boas/Divulgação

Bem-vindos
Depois de uma temporada no Sesc Consolação, o projeto “Hospedeira & Paquiderme: Díptico de Estranhas e Esquizos Dramaturgia Contemporâneas”, gerado no Núcleo de Dramaturgia do Sesi por Johana Albuquerque, retorna para os palcos e faz temporada no Centro Compartilhado de Criação a partir de 6 de novembro.

Você decide
São dois solos, apresentados na sequência, o que permite ao público escolher qual assistir ou conhecer o projeto como um todo, no mesmo dia. “Hospedeira” é um texto de Fernando Aveiro, com atuação de Johana Albuquerque e direção de Georgette Fadel; já Paquiderme é assinado por Daniel Farias, que ganha vida com Daniel Alvim e direção de Johana Albuquerque. Em comum, os dois falam sobre doenças mentais.

“Lovlovlov” faz temporada na Caixa Cultural da Sé – Foto: Elenize Dezgeniski/Divulgação

Cheguei
Depois de fazer sucesso no Festival de Curitiba e no FIT de Rio Preto, “Lovlovlov” chega a São Paulo e faz curta temporada na Caixa Cultural da Sé a partir de 9 de novembro. Estão todos convidados.

Ausência justificada
Diego Marchioro e Fernando de Proença dão vida ao texto inspirado em cartas de amor de Carmen Miranda. Isabel Teixeira dirige a obra. Contudo, ela não estará na temporada paulistana, pois está estudando na França. Chique.

Reciclagem
Em meio a um cenário repleto de papéis rasgados, o Coletivo [-MOS] apresenta o seu novo espetáculo, “Rastrosemrasgos”, com diálogo entre dança e teatro.A montagem irá circular por São Paulo até dezembro e, nesse próximo sábado (4), será apresentada no Tendal da Lapa.

Luna Martinelli, de volta aos palcos em “Unfaithful” – Foto: Leekyung Kim/Divulgação

Mãe coragem
Luna Martinelli, a ótima atriz, está de volta aos palcos após a maternidade. Ela pode ser vista em “Unfaithful”, no Sesc Consolação, em São Paulo, até 14 de novembro, segunda e terça, às 20h. Vai, gente.

Curta Miguel Arcanjo no Facebook
Siga Miguel Arcanjo no Instagram

Please follow and like us:
Teatro nos Parques percorre SP e Brasil ‘Se fosse homem, teria mais visibilidade’, diz Eloisa Vitz Musical A Pequena Sereia encanta família inteira no Teatro Santander Capital Inicial lança Natasha com feat de Marina Sena Evita Open Air conquista o público no Parque Villa-Lobos